Vagas de emprego em empresas de telecomunicação e as transformações do mundo do trabalho

As empresas de telecomunicações, as alterações no mundo do trabalho também tiveram grande importância. A necessidade de inovar em processos, produtos e serviços ampliou-se, em grande medida, a importância da esfera comunicacional para a agilização do ciclo produtivo, que agora opera em tempo virtual e, inclusive, abrindo vagas de emprego em empresas de Fortaleza e outras regiões que são polos de startups.

Esse processo de mercantilização da informação possibilitou, assim, a direta e rápida incorporação de novos dados e informações para o mundo da produção, um instrumento decisivo para a continuidade das chamadas "inovações produtivas".

Um estudo de caso foi Sercomtel, empresa estatal com sede na cidade de Londrina (estado do Paraná). Dada a sua condição de empresa pública que dava uma certa estabilidade para os seus trabalhadores, a alternativa encontrada pela nova lógica gerencial, sob o influxo privatista, foi reduzir a planta de empregados através de planos de aposentadoria e desligamento voluntário.

O ritmo alucinante da terceirização e a automação associada ao fetiche da tecnologia– acabou também contribuindo para a reestruturação, por obstruir os laços de solidariedade de classe, o que reforçou ainda mais a flexibilização e a consequente precarização do trabalho no setor de telecomunicações. Também a terceirização foi recorrente dentro do fluxo das tendências antes analisadas, fundamentalmente, através da introdução dos call centers, que se responsabilização por todo o serviço de intermediação entre os clientes e as empresas.



Com efeito, a expansão desse novo universo de empresas de call centers nos levou a investigar o setor do telemarketing, onde pudemos constatar que o aumento da quantidade de postos de trabalho se articula com jornadas parciais de seis horas, em que as atividades são marcadas por acentuada intensificação dos ritmos e o aumento da exploração da força de trabalho. Vale lembrar também que nesse setor (como se pode verificar no Grupo Atento-Brasil) o contingente de trabalho é predominantemente feminino, com mais de 70% de mulheres, o que confirma a forte tendência para a do Brasil; do mundo do trabalho em diversos setores e segmentos.

Seu principal "produto" é a prestação de serviços através de atendimento telefónico, tendo em vista a solução de dúvidas dos clientes; o oferecimento de informações, como endereços e telefones; a orientação na aquisição ou utilização de produtos, entre tantas possibilidades abertas pelo telemarketing15. As operadoras, para cumprir sua jornada diária, passam a maior parte do tempo sentadas e coladas para a tela do computador e o teclado, sempre com seu fone de ouvido (telefone de fones de ouvido), sob a rígida vigilância das supervisoras que exigem maior produtividade e controlam o tempo médio de atendimento. Aqui também pudemos constatar o crescente aumento de doenças de trabalho, uma questão que tem sido constante em vagas de emprego de telemarketing.

No que diz respeito às condições de trabalho, pode-se comprovar que em muitas empresas de call center e telemarketing há boxes que separam as trabalhadoras, com o propósito de evitar as conversas e a diminuição dos ritmos extenuantes de trabalho rigorosamente cronometrados.

Outro caso a que se refere o estudo foi o dos trabalhadores da arte, no teatro lírico, em que as relações de trabalho mostram-se cada vez mais uma ausência de regulamentação específica. Os cantores líricos, assim como os músicos de orquestra, dada a natureza de "prestação de serviços", que tem seu trabalho, vivem sob a marca da instabilidade, que permite a Unesco homem e biosfera, os artistas por parte da direção dos teatros. Como se renova periodicamente (a cada dois ou três meses), não se configura o reconhecimento de um vínculo de trabalho.

Neste contexto de flexibilização dos cantores e membros de coros, que anteriormente tinham uma maior estabilidade, explica a busca de sustento em outras atividades, além de revelar uma dupla fragilidade na organização dos artistas. Esta se origina, por um lado, a forte individualização do trabalho e, por outro, a alta concorrência que encoraja a profissão, o que aumenta ainda mais o risco de desemprego.
Vagas de emprego em empresas de telecomunicação e as transformações do mundo do trabalho Vagas de emprego em empresas de telecomunicação e as transformações do mundo do trabalho Reviewed by Fest Cine Maringa on 10:04 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.